Pular para o conteúdo

Dr. Mikao Usui

13 de dezembro de 2009

Mikao Usui…

era um monge budista, nascido no Japão a 15 de Agosto de 1865, em Taniai (hoje Miyama Cho), no distrito de Yamagata, em Kyoto.
Usui estudou Kiko (versão japonesa do Chi Kung) quando era jovem num tempo de Budismo Tendai no Monte Kurama.

O Kiko inclui práticas em que se usa a própria energia vital para curar outras pessoas, desvitalizando o dador, facto que não terá agradado a Usui.

Assim, Usui viajou pelo Japão, China e Europa em busca de conhecimento nas áreas da medicina, psicologia, religião e desenvolvimento espiritual.

A dada altura, pelas suas capacidades psíquicas, foi aceite num grupo designado Rei Jyutu Ka, onde fortaleceu a sua formação espiritual que viria a ser a base do Reiki.

Os seus conhecimentos e clareza mental ajudaram-no a conseguir um emprego como secretário de Shinpei Goto que dirigia o Departamento de Saúde e Segurança Social e foi Presidente da Câmara de Kyoto.

Ao longo desta carreira, Mikao Usui conheceu pessoas influentes em todo o Japão que o vieram a apoiar quando iniciou um negócio por conta própria.

Em 1914, o negócio começou a correr mal e Usui decidiu tornar-se monge budista. Voltou, mais tarde, ao Monte Kurama, onde estudara Kiko.

Usui iniciou aí um retiro de 21 dias onde jejuou, cantou, orou e meditou. Uma dessas meditações, poderá ter sido ficar debaixo de uma cascata do Monte Kurama com a água a cair sobre a cabeça para abrir e purificar o chacra da coroa, uma prática ainda hoje utilizada pelos monges deste templo.

Em Março de 1922, no final do retiro, Mikao Usui teve a sua experiência de Satori (Iluminação) onde ficou a saber como utilizar energia para a cura sem ficar desvitalizado.

Usui aplicou então a energia em si próprio e depois na sua família e abriu em Abril de 1922 a escola que ainda hoje existe em Tóquio: Usui Reiki Ryoho Gakkai.

Simultaneamente, Usui começou a ensinar Reiki. Em 1925, com 60 anos, Usui abriu uma clínica maior e começou a viajar por todo o Japão para divulgar os ensinamentos do Reiki. Pensa-se que ensinou mais de duas mil pessoas e formou dezasseis mestres. O seu objectivo era levar o Reiki ao maior número de pessoas e, seguidamente, difundi-lo a todo o planeta.

Mikao Usui morreu a 9 de Março de 1926, vítima de um ataque de coração fulminante, durante uma das suas viagens.

No final dos anos 30, o Reiki foi trazido para o Ocidente pela Senhora Takata e foram feitas algumas adaptações na história para que o Reiki fosse aceite e difundido no Ocidente, nomeadamente:

a) Usui era Professor Universitário de Teologia

William Rand, um dos primeiros mestres a investigar no Japão as origens do Reiki, não encontrou qualquer registro na Universidade Doshisha de que Usui tivesse sido director, professor ou aluno, nem da sua presença na Universidade de Chicago, nem de ter recebido qualquer diploma das mesmas.

O título de Doutor não se devia a qualquer grau universitário, mas sim ao enorme carinho e respeito que os seus alunos de Reiki nutriam por ele.

b) Usui era um padre cristão

Actualmente sabe-se que Mikao Usui teve diversas profissões e que a sua ligação à religião era através do Xintoísmo e do Budismo.

Frank Arjava Petter, um outro mestre investigador, descobriu que a menção do Cristianismo na história do Reiki foi uma adaptação feita pela Senhora Takata para que os americanos aceitassem o Reiki.

Na altura em que a Senhora Takata trouxe o Reiki para o Ocidente, os Estados Unidos da América estavam prestes a entrar na Segunda Guerra Mundial. Neste contexto político e social, seria impossível introduzir um sistema de cura de origem japonesa sem fazer algumas alterações.

Mikao Usui era budista e foi sepultado no templo Saihoji em Tóquio, um templo de pura terra Budista e não Cristã.

c) Os Símbolos e o retiro de 21 dias

Contam-se histórias curiosas sobre a forma como Usui intui os símbolos durante o retiro de 21 dias.

Hoje sabe-se que os símbolos foram dos últimos elementos a serem introduzidos no sistema, perante a dificuldade dos seus alunos em interiorizar os ensinamentos do Reiki.

d) O Reiki é oriundo do Tibete

O Reiki trabalha com uma energia cósmica universal.

Muitas culturas têm trabalhado com energias cósmicas, mas isso não significa que qualquer trabalho com energias cósmicas universais seja Reiki. Há realmente no Reiki alguns símbolos e práticas tibetanas que foram introduzidas após a criação do sistema pelo Dr. Usui.

Sem dúvida que as atractivas práticas milenares do povo Tibetano e a sua situação actual cria uma onda de simpatia e solidariedade que faz com que muitas pessoas creiam que o Reiki teve origem no Tibete.

Pessoalmente, penso que o cruzamento do Reiki de origem japonesa com as práticas tibetanas prova que é possível o convívio entre sistemas diferentes, sendo que ambos beneficiam com isso. Se houvesse esta abertura em relação a tudo, o Mundo seria, com certeza, um lugar melhor.

Independentemente das adaptações que se tiveram que fazer à história do Reiki, o importante é que, hoje em dia, milhões de pessoas praticam Reiki e que os seus efeitos são indesmentíveis.

No contexto actual, a Ciência está mais evoluída que nunca, mas continua a não ter resposta para muitos problemas. O Reiki como terapia complementar pode ser um aliado importante, inofensivo e simples que está ao alcance de todos.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: